ARQUITETOS DE RUÍNAS


Autor: CRÍTICA POLÍTICA BRASIL
Publicado em 26 de dezembro de 2016

O
legado econômico deixado pela esquerda, nos últimos anos, tem seus pontos altos e baixos. Aí se inserem a estabilização monetária no Brasil (e todos os pontos decorrentes dessa estabilização) e, mais recentemente, o endividamento geral e o desemprego generalizado, respectivamente. Entretanto, não será o ponto central deste artigo a discussão do legado econômico deixado pela esquerda nos Governos do PSDB e PT, e o quê isso representou no dia-a-dia do povo brasileiro. De uma desgraça econômica, cedo ou tarde, todos se recuperam do momento de dificuldade.

O cerne deste texto é trazer à tona a destruição moral promovida por estes dois partidos, nos últimos 20 (vinte) anos e continuada (mesmo que de forma omissa) pelo Partido-Governo atualmente no poder. Temos, para exemplificar, as promoções do aborto, da ideologia de gênero, do anticristianismo, das drogas, do desarmamento, dos jogos de azar etc. etc. etc.

Como já nos dizia Machado de Assis em sua bela obra Quincas Borba, temos arquitetos de ruínas a conduzir nossa nação. Os personagens de nossa política, dentre eles FHC, Lula, Dilma e caterva são os nossos arquitetos de ruínas, os maiores responsáveis (pois condizentes com tal) da transformação de nosso país num calabouço de inculutura, depravação, banalidades, libertinagem, desrespeito, sexualização e relativizações gerais.

Os fatos e documentos destes Governos não nos deixam sem confirmação o que aqui se afirma: promoção do aborto pelo SUS; financiamento de ONG's abortistas (p. ex., SOS CORPO); omissão no controle de empresas que fornecem medicamentos abortivos; tentativa de implantação da ideologia de gênero através dos Planos de Educação; promoção de eventos públicos sobre gênero; afrouxamento das sanções a traficantes de drogas, inserindo-os no contexto de meros usuários; restrição do uso de armas de fogo pelo cidadão de bem, com a omissão de uma efetiva fiscalização das armas de fogo em posse da criminalidade; legalização dos jogos de azar, elevando assim os índices de criminalidade, uso de drogas, prostituição, dentre tantos outros males produzidos nas últimas décadas.

O interessante é que, TODOS OS PONTOS NARRADOS ACIMA contemplam temas que são majoritariamente rechaçados por ampla maioria das famílias brasileiras, famílias estas que são contrárias ao aborto, à ideologia de gênero, à legalização das drogas, ao desarmamento (vide resultado do plebiscito), aos jogos de azar. Estamos sendo diariamente desrespeitados por quem sempre buscou a destruição moral das famílias brasileiras através da compra de vários de seus integrantes (muitos deles desapercebidos da realidade) por cartões assistencialistas do Bolsa Família e outros tantos.

Assim, como querem respeito os arquitetos de ruínas que destruíram a moral de nosso povo. Como podem querer respeito os que desrespeitam nossas famílias, nossos entes queridos, nossas crianças? Só se constroem novas edificações com mentes sãs e se as ruínas forem retiradas do local. O que precisamos em nosso país é retirar URGENTEMENTE os arquitetos da destruição moral dos postos de poder, deixando-lhes para seus exclusivos círculos de convívio as ruínas descartadas por nossa sociedade. 

Casa Luz
Casa Luz