FUNDAÇÃO FORD BEM PERTO DO BRASIL


Autor: CRÍTICA POLÍTICA BRASIL
Publicado em 28 de novembro de 2016

O
s voluntários dos movimentos pró-vida e pró-família conhecem o histórico de investimento da FUNDAÇÃO FORD nas duas principais áreas que atacam frontalmente esses movimentos: aborto e gênero. O montante de doações que a Fundação Ford proporciona a diversas entidades que promovem a ideologia de gênero e o aborto, ao redor do mundo, deve ser contabilizado na casa dos milhões de dólares. 

No caso específico do Brasil não poderia ser diferente: a promoção financeira do aborto e do gênero, pela Fundação Ford, é regada a muito dinheiro distribuído entre entidades que são contra a vida e contra a família.

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) disponibiliza em seu site uma consulta do MAPA DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL. Organizações de Sociedade Civil (OSC) são grupos, redes, fóruns, ONGs e movimentos sociais que atuam em diversas áreas. Por trás de uma atuação na promoção de  “Direitos Humanos” e "Educação" muitas OSC’s atuam efetivamente no fomento da ideologia de gênero, por exemplo. 

No site do IPEA é disponibilizado, para download, o Cadastro Nacional de Entidades Sociais [2], do Ministério da Justiça. Este Cadastro contém um conjunto amplo de informações gerais das OSC’s, atividades realizadas, parcerias efetivadas, diretores das entidades, recursos recebidos, balanço financeiro, dentre outros. A grande quantidade de dados disponibilizada pelo IPEA é um rico rol de informações a serem apropriadas pelo movimento em defesa da vida e da família.

Como exemplo do que estamos tratando, vejam abaixo transação realizada pela Fundação Ford, no ano de 2012, para entidade que, além de promover assessoria jurídica a outras entidades, promove a ideologia de gênero e dá suporte a outras entidades que promovem tanto a ideologia de gênero como o aborto:

CNPJ: 08.142.432/0001-49
Razão Social: Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares (GAJOB)
Site: http://www.gajop.org.br/

Aporte de Recursos da Fundação Ford:

CNPJ: 08.142.432/0001-49
Data: 30/09/2012
Doador: FUNDAÇÃO FORD
Contrato Administrativo 12/10/2010
Valor: U$ 180.000,00
Descrição: A Fundação FORD valoriza a diversidade de gênero e de cor no quadro funcional dos seus donatários, pois acredita que a diversidade contribui para a justiça social no país, assim como para a qualidade do trabalho realizado. O valor SUPRACITADO equivale a 180.000 DÓLARES.”

Analisando a tabela de recursos recebidos pelo GAJOB, segundo informações disponibilizadas no site do IPEA, verifica-se que 100% dos recursos que mantém a entidade são oriundos de Parcerias Públicas com Instituições Internacionais Privadas. Comprova-se assim, claramente, que o aporte de U$ 180.000,00 (aproximadamente R$ 585.000,00, na cotação do dólar em setembro de 2012) da Fundação Ford em apenas um contrato (número 134025) corresponde à origem de recursos recebidos pelo GAJOB de Instituições Internacionais Privadas.

Aprofundando a pesquisa em outro documento disponibilizado pelo IPEA constata-se, no ano de 2012, quem formava a Diretoria da Entidade. À época, a entidade era presidida pelos nomes abaixo:

JAYME BENVENUTO LIMA JÚNIOR - PRESIDENTE DO CONSELHO POLÍTICO DELIBERATIVO

ALDENICE RODRIGUES TEIXEIRA - VICE-PRESIDENTE DO CONSELHO POLÍTICO DELIBERATIVO

EVANILDO BARBOSA DA SILVA - VICE-PRESIDENTE DO CONSELHO POLÍTICO DELIBERATIVO

Um dos diretores da GAJOB à época, Aldenice Rodrigues Teixeira, é atualmente membro do Conselho Diretor do Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF) [3], entidade que promove a ideologia de gênero nos Estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará [4], conforme os objetivos apresentados no próprio site da entidade: 

O CCLF definiu como visão a crença num modelo de Sociedade, que venha alterar a realidade de pobreza, exclusão social, desigualdade, preconceito e discriminação, modelo este construído sob o auspício da participação coletiva e ativa dos diversos sujeitos sociais, em que a pluralidade cultural, étnica, geracional, de gênero e de orientação sexual seja valorizada e aceita como determinante na construção da democracia.

Coincidentemente, o Centro de Cultura Luiz Freire é parceiro da Entidade INTERVOZES, um entidade que atua na Área de Comunicação Social e que tem, entre seus patrocinadores, advinhem? Isso mesmo: a fundação Ford [5] (acesse o site da Intervozes e localize o Financiamento Institucional ao final da página principal).

Como já bem desenhado no histórico de doações das Grandes Fundações, é comum a participação de donatários em mais de uma instituição, bem como do mesmo doador dividir seus aportes doados entre vários receptores, todos direcionados para a aplicação dos recursos nas mesmas causas, seja ideologia de gênero, aborto etc.

A Fundação Ford, extremamente atuante em nosso país, é uma das maiores financiadoras da morte e da destruição da família. Se o aborto e gênero têm suas restrições, seja no Código Penal ou nos Planos de Educação, nossas autoridades (parlamentares, Ministério Público, Polícia Federal) devem investigar se o destino desses recursos estão contrariando a legislação brasileira, punindo os que devem ser devidamente punidos, fazendo cessar esse patrocínio contrário às regras em vigência.

Referências:
[1] https://mapaosc.ipea.gov.br/
[2] https://mapaosc.ipea.gov.br/static.html?page=download
[3] http://cclf.org.br/sobre/
[4] http://www.observatoriodaeducacao.org.br/wp/?organizacoes=centro-de-cultura-luiz-freire-cclf
[5] http://intervozes.org.br/
Casa Luz
Casa Luz